Fale de tudo que tenha a ver com manga e anime!


    [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Compartilhe

    Sunako
    Pseudo L
    Pseudo L

    Número de Mensagens : 1772
    Idade : 24
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem: Timida e reservada
    História da Personagem: Mistério
    Sexo da Personagems: Feminino

    [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Sunako em Dom Jan 11, 2009 2:46 pm

    Esta fanfic foi produto de 9 anos de shipping


    Primeiro cap:

    Draco sentia que o seu casamento nao passava de uma farsa, desposara Astoria Greengrass para cumprir a vontade de seu pai, ter herdeiros puro-sangue e manter a linhagem perfeita, nem que para isso tivesse de renunciar à pessoa por quem sentira o unico exemplo de amor. Mas era tarde e não podia mudar o passado e seria demasiado problematico mudar o presente.
    Apenas duas vezes por ano a voltava a ver, no inicio e no fim de cada ano lectivo, quando levava o seu filho a King Cross, para ele voltar a Hogwarts.
    Nesses dias apresentava um sorriso cinico falso, e o coração demasiado pesado para sequer a olhar nos olhos. Acenava a cabeça como sinal de cumprimento, ao qual era respondido com um aceno por parte de Harry Potter, sim esse mesmo, da cicatriz, da fama. Estava acompanhado de dois Weasley e da Granger, e respectivos filhos. Eles tal como Scorpius frequentavam hogwarts. Despedira-se do filho rapidamente, não suportava o sentimento de culpa que o invadia por durante todos estes anos ter renunciado á pessoa que realmente amava.
    Pos a mão sob o ombro de Astoria e foram-se embora para casa. Uma casa demasiado grande mas demasiado vazia, durante aqueles nove meses apenas seria acompanhado pela esposa, e pelo seu cão de estimação, um cocker spaniel preto de nome Hermes.
    Os elfos domesticos residentes por vezes ainda passavam para por algo ao sitio, fora disso a casa parecia um verdadeiro tumulo. O silencio evadia cada canto daquela imensa mansão, triste e escura, tal como o coração dos seus proprietários. Malfoy sentou-se no cadeirão, pensativo, qual seria a próxima vez que a veria? Voltar a ver os seus cabelos encaracolados a esvoaçar ao vento, o vislumbre dos seus olhos castanhos e o seu sorriso único, com o qual muitas vezes implicara no passado. Hermes subiram ao seu colo, parecia compreender o que Draco sentia principalmente devido ao olhar melancolico comum em cães daquela raça. Malfoy mimava o animal com um amor, que nunca demonstrara a um humano. Considerava os animais mais verdadeiros que as pessoas, eles nunca o trairiam. Hermes encostou a cabeça ao seu peito e adormeceu, no seu colo. Também ele acabou por adormecer.
    Durante horas dormiu, o silêncio da casa facilitava tal tarefa, mas apesar de tudo em nada aquele estado latente fora agradavel, na sua mente surgiram imagens referentes á morte do seu pai em Azkaban, anos antes, mas não uma morte fisica, mas sim o chamado “Beijo da Morte”, algo que perturbava o imaginário dos feiticeiros, deixava o corpo como uma concha vazia, sem alma, sem um “eu”. Contorcia-a aterrorizado, o que fez com que o cachorro salta-se do seu colo amedontrado, as lágrimas escorriam do rosto pálido do loiro, que nem em sonhos suportava relembrar tal passagem da sua vida. Fora esse momento que marcara todo o processo e acçoes que viriam a ser cruciais na sua vida, tal como o seu casamento. Apenas o fizera pois era desejo do seu pai que ele continuasse com a linhagem da familia e trouxesse o prestigio de novo à familia Malfoy, e Astoria Greengrass era exactamente perfeita, uma rapariga de sangue-puro, relativamente simpática, além disso sendo loira, poderia cumprir a tradição da familia de ter herdeiros de cabelos dourados. A familia de Astoria tinha uma fama e prestigio consideravéis dentro da comunidade de feiticeiros, não viessem eles de uma linha de excelentes jogadores de Quidditch integrantes da infema selecção inglesa.



    Qualquer erro ortográfico peço que me desculpem


    _________________


    Obrigado ago^^

    Northstar: No one would chose to be something that would immediately make them hated and feared by the ignorant majority of this

    VicenTea
    Self Proclaimed Shipping Maniac

    Feminino
    Número de Mensagens : 992
    Idade : 22
    Onde Vive : Sintra
    Ocupação : 10º Ano - Sócio Económicas
    Data de inscrição : 26/02/2008

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem:
    História da Personagem:
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por VicenTea em Dom Jan 11, 2009 8:09 pm

    Bom, já te disse o quanto estou a fangirlear está fic. Nunca achei tal coisa possível porque a ideia de shippar Dramione foi-me complete bloqueada ao intrepetar a relação deles como ódio quando li o livro.

    (Naquela altura estava-me pouco marinbando para o potencial psicológico do "Gosto da Hermione versus Devo manter a família Pura")

    Continua aí em grande força, desejo-te sorte. Very Happy

    Sunako
    Pseudo L
    Pseudo L

    Número de Mensagens : 1772
    Idade : 24
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem: Timida e reservada
    História da Personagem: Mistério
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Sunako em Seg Jan 12, 2009 2:18 pm

    Brigada minha filha

    Eu semrpe tive uma panca por amor/odio pairings


    _________________


    Obrigado ago^^

    Northstar: No one would chose to be something that would immediately make them hated and feared by the ignorant majority of this

    Sunako
    Pseudo L
    Pseudo L

    Número de Mensagens : 1772
    Idade : 24
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem: Timida e reservada
    História da Personagem: Mistério
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Sunako em Sab Jan 31, 2009 10:27 am

    Levantara-se ainda que meio atordoado, pelo que percebia tendo em conta a enorme agitação dos elfos, a hora de jantar eestaria a aproximar-se. Ainda teria de se preparar a sua mãe iria jantar com eles, tal como era costume desde que se casara. Draco sentia compaixão pela mãe, compreendia a sua dor, e tinha consciência do impacto que a prisão e morte de Lucius haviam tido na vida de Narcisa. Fora ao seu quarto trocar de roupa, despira o enorme casaco, que esquecera de tirar à entrada da casa. Ao retirar as coisas do seu bolso deu- se conta de uma fotografia que guardava religiosamente. Era uma fotografia dela, durante um jantar de antigos alunos em Hogwarts, como as fotografias da comunidade feiticeira moviam-se era possivel ver o seu cabelo esvoaçar à medida que alguém a chamava, sorria acompanhada do respectivo marido. Parecia feliz, o que desfazia lentamente o coração do loiro, jamais seria capaz de destruir a felicidade dela, por maior que a sua vontade de ficar junto a ela fosse. Pousou a fotografia de novo no bolso, trocou de camisa e apertou a gravata. Bateram à porta, era um dos elfos, Wennie, para o chamar a jantar, Draco agradeceu, aprendera a respeitar os elfos com o tempo. Penteou rapidamente o cabelo antes de descer toda a escadaria. A sua mãe estava á porta, retirando o enorme casaco que os elfos colocaram delicadamente no bengaleiro. Narcisa envelhecia a olhos vistos, os seus olhos pareciam apagados, sem emoção alguma que mão fosse a tristeza. As rugas acentuavam-se à voltas dos olhos azuis, devido a todas as noites passadas a chorar pela morte do marido. Viu a sua mão gélida, ser beijada pelo filho em sinal de cumprimento, visto nunca a sua relação ter sido de grande intimidade. Malfoy sempre tivera amas que tratessem dele perante a quase permanente ausencia da mãe, que o mimava em presentes e mimos quando o via, e passara grande parte do tempo em Hogwarts.


    _________________


    Obrigado ago^^

    Northstar: No one would chose to be something that would immediately make them hated and feared by the ignorant majority of this

    Nessi
    Zero Louise
    Zero Louise

    Feminino
    Número de Mensagens : 2099
    Idade : 20
    Onde Vive : Porto (: Teh awesome land of doom
    Humor : Muito :D
    Ocupação : /: Não fazer nada acho eu
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem:
    História da Personagem:
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Nessi em Sab Jan 31, 2009 1:38 pm

    Quero mais suna-chan!!


    _________________

    .Join the Dollars.
    Password: Baccano


    Sunako
    Pseudo L
    Pseudo L

    Número de Mensagens : 1772
    Idade : 24
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem: Timida e reservada
    História da Personagem: Mistério
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Sunako em Ter Fev 24, 2009 9:06 pm

    Dirigiram-se os 3 à mesa, onde foram servidos de imensas iguarias, provenientes de todos os cantos do mundo. O silêncio à mesa tornara-se constrangedor, a tal modo que Draco nervoso entornou um cálice de vinho sobre a imaculada toalha de linho. Dois elfos domésticos apareceram quase que de imediato no local. Após o jantar, o loiro ausentou-se para a sua biblioteca pessoal, precisava de desanuviar, isolar-se por um bocado daquele ambiente.
    Ao contrário do que muitos pensavam, Malfoy era uma pessoa erudita e provenida de saberes vastos sobre diversas áreas de saber. Odiava nunca ter ninguém com quem partilhar esse saber, as pessoas em seu redor pareciam não se importar com tais coisas, baseando a sua vivencias em coisas futeis e de interesse momentaneo. Sentara-se na poltrona a ler “O retrato de Dorian Gray” de Oscar Wilde que era um dos seus livros de eleição. Fazia-o pensar na opinião com que muitas vezes a sociedade tem de si, vendo-o como arrogante e fútil, sem objectivos e aspirações de vida. Contando a história de um jovem que vendeu a sua alma em busca de juventude eterna, Draco reve-se em Dorian Gray, quando na expectativa de manter a honra do nome de Malfoy e da casa de Slytherin, “vende a sua alma” condicionando as suas relações e magoando então gente que ele por si não o faria. Aprendera com o tempo que não valia a pena pensar no tempo perdido, tinha de viver o presente e lutar pela sua felicidade. Folheava as folhas devagar, engolindo cada pequena palavra daquela obra-prima literária.
    O relogio continuava a mover-se, passando despercebido aos pensamentos do loiro, que voltou à biblioteca quando ouviu o ranger da porta, Astoria veio à sua procura. Parecia que acabara de acordar propositadamente, o cabelo loiro estava despenteado, e apenas uma leve camisa de dormir, de seda rosa a cobrir o corpo pálido. Pousou o livro na prateleira e acompanhou-a. Apenas se ouvia o vento a embater nas enormes janelas da mansão, emitindo ruidos que faziam lembrar gritos de desespero. Chegados ao quarto, Malfoy ficou a olhar para o tecto, o facto de ter adormecido durante a tarde, havia alterada o seu relógio biológico ainda que por poucos tempo. Sentou-se ao parapeito a olhar para a lua que reluzia destacando-se do seu escuro de Londres. Mal ele adivinhava que do outro lado, alguém repetia o seu gesto.

    Aqui está


    _________________


    Obrigado ago^^

    Northstar: No one would chose to be something that would immediately make them hated and feared by the ignorant majority of this

    Nessi
    Zero Louise
    Zero Louise

    Feminino
    Número de Mensagens : 2099
    Idade : 20
    Onde Vive : Porto (: Teh awesome land of doom
    Humor : Muito :D
    Ocupação : /: Não fazer nada acho eu
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem:
    História da Personagem:
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Nessi em Ter Fev 24, 2009 9:31 pm

    quero mais fic já!!!!


    _________________

    .Join the Dollars.
    Password: Baccano


    Sunako
    Pseudo L
    Pseudo L

    Número de Mensagens : 1772
    Idade : 24
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem: Timida e reservada
    História da Personagem: Mistério
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Sunako em Sex Abr 03, 2009 2:53 pm

    ok, aqui vai

    Estava sentada a ler, tal como sempre, desta vez a reler “Alice no país das maravilhas” de Lewis Carroll. Nunca entendera aquele livro, era tão ilógico e irreal, mesmo até para a uma feiticeira como ela. Ouvia como musica de fundo, o ressonar bem alto do marido como era habitual, incomodando-a de tal modo, que se fora sentar na pequena poltrona da sala. Não era muito confortavel, afinal já era antiga, os pais de Ron haviam-na oferecido no dia em que ele deixou “A toca”. Crocshanks sentou-se aos seus pés por cima da manta que lhe cobria, devido ao frio. Olhou à sua volta, a velha mobilia, especialmente os armários ameaçavam ruir, em parte devido ao excessivo peso provocado pelos livros. Era uma amante de leitura, cultura em geral, estendendo o seu saber a áreas como a arte, a historia, e mitologia, a sociologia.
    Sendo filha de Mugles conhecia toda a sua forma e estilo de vida que tentava por vezes assimilar à dos feiticeiros, de forma a não esquecer as suas origens, sendo o oposto de Ron que ao contrário do pai, não gostava tanto da cultura destes seres humanos desprovenidos de capacidades mágicas, cendo céptico em relação a coisas como o serviço nacional de saude, os correio. Odiáva a ideia de se encontrar num hospital onde não lhe dariam chocolate como cura para o mal, substituindo por produtos quimicos.
    Os olhos de Hermione fechavam-se devagar devido peso do sono, já a noite passada a passara em branco devido à leitura.


    _________________


    Obrigado ago^^

    Northstar: No one would chose to be something that would immediately make them hated and feared by the ignorant majority of this

    Nessi
    Zero Louise
    Zero Louise

    Feminino
    Número de Mensagens : 2099
    Idade : 20
    Onde Vive : Porto (: Teh awesome land of doom
    Humor : Muito :D
    Ocupação : /: Não fazer nada acho eu
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem:
    História da Personagem:
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Nessi em Sex Abr 03, 2009 5:38 pm

    Bem ... Hermione a ler alice no pais das maravilhas?!
    E os teus capitulos sao muito pequenos D:


    _________________

    .Join the Dollars.
    Password: Baccano


    VicenTea
    Self Proclaimed Shipping Maniac

    Feminino
    Número de Mensagens : 992
    Idade : 22
    Onde Vive : Sintra
    Ocupação : 10º Ano - Sócio Económicas
    Data de inscrição : 26/02/2008

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem:
    História da Personagem:
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por VicenTea em Sex Abr 03, 2009 5:57 pm

    Tu és mesmo a única que me mete a ler fic de HP Sunako! Very Happy

    A tua história está definitivamente a interessar-me. :3

    Sunako
    Pseudo L
    Pseudo L

    Número de Mensagens : 1772
    Idade : 24
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem: Timida e reservada
    História da Personagem: Mistério
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Sunako em Sex Abr 03, 2009 7:27 pm

    Eu estou a por nao por capitulos mas por partes logicas.
    brigada pelo elogia vin-sama


    _________________


    Obrigado ago^^

    Northstar: No one would chose to be something that would immediately make them hated and feared by the ignorant majority of this

    Nessi
    Zero Louise
    Zero Louise

    Feminino
    Número de Mensagens : 2099
    Idade : 20
    Onde Vive : Porto (: Teh awesome land of doom
    Humor : Muito :D
    Ocupação : /: Não fazer nada acho eu
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem:
    História da Personagem:
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Nessi em Sex Abr 03, 2009 7:28 pm

    mas assim tu fazes me esperar muito tempo --''


    _________________

    .Join the Dollars.
    Password: Baccano


    Sunako
    Pseudo L
    Pseudo L

    Número de Mensagens : 1772
    Idade : 24
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem: Timida e reservada
    História da Personagem: Mistério
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Sunako em Sex Jul 03, 2009 3:46 pm

    Eu sei que no Lj e no ff.net a fic vai mais avançada mas nao posso deixa-la aqui a meio



    Eram 7 da manhã, o despertador tocara
    freneticamente, fazendo com que os seus olhos lentamente, ainda o
    cansaço comandava o seu corpo, recusava-se a levantar, parecendo
    pesar mais de uma tonelada. Mas teria de fazer o pequeno-almoço para
    Ron e preparar-se para o emprego. Trabalhava como dona de uma pequena
    livraria, mas não por falta de propostas, pois até já havia
    trabalhado no ministério, e sim por amor aos livros. Queria cultivar
    o prazer de ler por crianças, e adultos, faze-los divagar por mundos
    diferentes mundos, utilizando não a magia mas sim a imaginação. A
    biblioteca além de feiticeiros, também recebia como clientes jovens
    Muggles que partilhavam a ânsia de saber.



    Dirigiu-se á cozinha, onde preparou
    manualmente o pequeno-almoço, adorava manter os hábitos muggles,
    eram uma forma de lembrar as origens e de se manter ocupada.
    Preparara café e tostas para ela e Ron, que fora acordar de seguida,
    apesar dos protestos do ruivo. Ele iria trabalhar no ministério, tal
    como seu pai antes fazia mas numa área diferente, tal como seu amigo
    Harry era Auror.




    Tal como todos outros pequenos-almoços,
    nenhuma palavra foi trocada, pois a pressa era imensa, e nunca havia
    tema de conversa comum. Rose estava em Hogwarts, o que piorava em
    parte o relacionamento dos dois. Apesar de se amarem Ron e Hermione
    tinham graves problemas de comunicação devido em parte aos pontos
    de vistas completamente opostos, a falta de interesses comum e a
    teimosia do Weasley. Isso fazia com que Hermione por vezes se
    sentisse só e fosse desabafar na livraria, onde era comum as
    reuniões com o intuito de trocar impressões sobre livros e temas da
    actualidade. Era lá que por vezes encontrava amigos seus que de
    outra forma apenas veria nas reuniões de antigos alunos de Hogwarts.
    Por lá haviam passado Luna Lovegood, frequentadora habitual, e uma
    recente boa amiga de conversa de Hermione; Neville Longbottom, que
    comprara principalmente livros relacionados com plantas, tanto
    Muggles como mágicas; e até podia jurar que havia visto Draco
    Malfoy na loja a comprar qualquer coisa. Nesse dia estava meia
    adoentada por isso havia sido Rebecca a atender.



    Voltara
    a olhar para o relógio, passavam das oito horas, teria de se
    apressar. Pegou no casaco e saiu.

    Aqui está o que faltava do capitulo anterior


    _________________


    Obrigado ago^^

    Northstar: No one would chose to be something that would immediately make them hated and feared by the ignorant majority of this

    Nessi
    Zero Louise
    Zero Louise

    Feminino
    Número de Mensagens : 2099
    Idade : 20
    Onde Vive : Porto (: Teh awesome land of doom
    Humor : Muito :D
    Ocupação : /: Não fazer nada acho eu
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem:
    História da Personagem:
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Nessi em Sex Jul 03, 2009 4:05 pm

    Actualiza mais maria!


    _________________

    .Join the Dollars.
    Password: Baccano


    Sunako
    Pseudo L
    Pseudo L

    Número de Mensagens : 1772
    Idade : 24
    Data de inscrição : 16/12/2007

    Ficha de Personagem
    Personalidade da Personagem: Timida e reservada
    História da Personagem: Mistério
    Sexo da Personagems: Feminino

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Sunako em Sab Ago 29, 2009 3:17 pm

    Cap.3

    Ainda cheio de dores de costas, Malfoy abria lentamente os olhos, havia adormecido no parapeito da janela, pelos vistos, Astoria havia-o coberto com uma manta, visto os elfos domésticos estarem proibidos de entrar nos seus aposentos.

    Vestiu roupa muggle debaixo da capa, era prática e passaria despercebido na rua, mal sabia Astoria que ele possuía desse tipo de roupas. Saiu de casa sem tomar o pequeno-almoço, antes de ir trabalhar ainda queria passar pela livraria, precisava de novas leituras, e precisava acima de tudo de a ver.

    No caminho comprou um copo de chocolate quente, iguaria muggle que adorava. Começara a adquirir alguns hábitos muggles ainda que os mantivesse em segredo da família. Era um mundo que lhe fora negado durante uma vida, e queria aproveitar o tempo para descobri-lo. Havia inclusive coisas que preferia, tal como andar de transportes públicos, frequentar cafés, feiticeiros não tinham esses hábitos, geralmente viajavam de vassoura ou pó de floo sem nenhum convívio durante a viagem. Apesar de muitas destas actividades frequentar sozinho,

    Bateu á porta, a loja parecia ter acabado de abrir. Ela viera abrir-lhe a porta, com um sorriso na cara, era raro ter alguém na livraria pouco após a abertura. Malfoy, tentava disfarçar a felicidade por vê-la uma segunda vez num curto espaço de tempo, exibindo um ar aparente arrogante comum dele, mas os seus olhos não mentiam, irradiando um brilho raramente visto. Apesar de tudo continuava de rosto tapado pelo manto que vestia. Rebecca estava ao fundo arrumando as pilhas de livros que haviam chegado durante o fim-de-semana.

    -Quer ajuda? - Malfoy tirou o capuz e Hermione ficou espantada por o ver - Sir. Malfoy precisa de ajuda?

    -Não me trates por Sir, eu não sou o meu pai. Trata-me apenas por Malfoy, por favor

    Malfoy sabia exactamente o que queria por isso dirigiu-se à ala de literatura de autor, que se encontrava na parte de trás da loja. Procurava “Lolita” uma leitura difícil, bastante escandalosa, não só entre Muggles mas também entre feiticeiros, que zelando pelos valores morais dos humanos, tentaram impedir a sua publicação. Esse facto apenas por si transformava o livro numa leitura mais apetecível. Hermione, vendo o homem a pegar no dito livro lançou-lhe um olhar repreensivo. Seria ele um homem perseguidor de pequenas raparigas, tal como o Humbert Humbert, personagem principal daquele infame livro.

    Draco, sentara-se num dos sofás que se encontravam colocados de forma semi-circular à volta de uma pequena lareira na qual a partir do meio-dia poderiam surgir feiticeiros utilizando pó de floo. Na opinião do loiro, seria preferível que a história passa numa época mais longínqua como o século XIV ou até mesmo XVIII, onde a existência de tabus acerca da sexualidade era bastante grande. A personagem principal, Humbert, era na sua opinião um anti-herói, em que apesar de condenar o seu comportamento, não deixava no fundo sentir pena deste homem cego de amor e com o medo de a perder, ver-se feito escravo por esta jovem moça, caprichosa e astuta.

    Pousou o livro sob o colo e dirigiu-se ao balcão, a jovem voltou-se a ele e perguntou-lhe se ele necessitava de algo, pergunta à qual respondeu negativamente. Precisava de ganhar coragem para lhe falar lhe pedir algo que antes era impossível. Mas o seu pensamento apenas recaía nas piores das hipóteses, a rejeição, o riso descontrolado sobre os sentimentos. Corado e de olhos na mesa de carvalho, perguntou num sussurro:

    -Gostarias de hoje à tarde, ir, como se diz, tomar um chá na minha companhia?

    Hermione ficou boquiaberta com tal convite, que quereria Malfoy falar com ela? Afinal não havia sido ele que havia em tempos infernizado toda a sua estadia em Hogwarts. Mas reflectiu, ele poderia querer pedir desculpas ou algo parecido.

    -Com todo o prazer, Mr Malfoy.

    Muito envergonhado entregou-lhe um papel com o local e a hora a encontrar-se. Saiu rapidamente da livraria, não acreditava no que havia feito, perguntava-se o que lhe iria dizer, se deveria confessar-lhe tudo o que sentia e depois como seria, deixaria tudo na mesma, na sua opinião não poderia deixar Astoria e Scorpius assim sós, seria um acto de irresponsabilidade e crueldade confessar à esposa que nunca a amara e que só casara com ela para cumprir o ultimo desejo do pai, por outro lado estaria a repetir os passos deste, enganando a sua esposa e a si mesmo. Não poderia continuar a viver naquela mentira, estava a magoa-la, e não era assim que gostava de continuar a viver.

    Passeou por Londres, naquele dia estava de folga, recebera um lembrete a avisa-lo já ele à porta do hospital, e teria de aproveita-la bem para mudar todo o rumo que a sua vida havia tomado. Dando longos passos, foi pensando no seu discurso a fazer-lhe. Estava decidido iria confessar-lhe tudo, depois iria pensar nas consequências do seu acto.

    Foi a uma loja de sandes, não lhe apetecia grandes iguarias antes de tal acontecimento, já que iria mudar a sua vida, iria muda-la para melhor, tentando demonstrar ao mundo que Draco Malfoy também era humano, e tinha um lado bom que tinha relutância em demonstrar.

    Paga a sande, sentou-se num banco no parque, local onde estaria à espera de Granger. Olhava á sua volta e só via crianças despreocupadas. Não lhes importava diferenças de sangue nem a cor da sua pele, eles eram livres, como ele não fora na escolha dos amigos. Imaginava como havia sido a sua vida sem as restrições impostas pela familia pensava se teria ele arriscado o bom nome dos Malfoy por Hermione, possivelmente seria acusado de traição aos devoradores da morte que haviam escapado às muralhas de Azkaban, e entregue á morte, uma morte heróica digna de um romance, do homem que sacrifica a sua vida pela mulher que ama. Ilusões que criava enquanto esperava por ela, com o coração a palpitar ao som do relógio, como uma bomba prestes a explodir.

    Cap.4
    Sentiu um peso sobre um ombro, uma das crianças acordara-o da sua ilusão, pedindo-lhe que ajudasse a recuperar o seu papagaio de papel que ficara preso numa arvore devido ao forte vento que se sentia. Malfoy ainda pegara na varinha numa acto instintivo, mas numa fracção de segundos lembra-se que se encontra numa comunidade muggle e teria de ajudar a criança à maneira destes. Pousada a capa no banco, pensou como haveria de subir aquela árvore, era a primeira vez que tentara qual coisa, a sua mãe nunca o deixara, devido ao receio que este se magoasse. Também nunca tinha chapinhado nas pequenas poças de água e lama provocadas pelas frequentes chuvas, nem sequer correndo em campos, ou brincando nos baloiços. Passara a sua infância praticamente fechado em casa, acompanhado da ama e dos seus pais, que o educaram segundo a ideologia dos Devoradores da Morte, tornando o numa pequena cópia do que fora o seu pai.

    Fez então uma pequena tentativa, a qual devido à sua inexperiência, resultou numa queda, apesar de tudo não fazia parte da sua natureza desistir e prossegui as suas tentativas, acabando por rasgar as mangas da camisa. Fez uma ultima tentativa, que ainda que mais demorada revelou-se bem sucedida. Após mandar o papagaio de volta para o miúdo, que bastante agradecido reuniu-se aos seus amigos para continuarem a brincar, Draco decidiu continuar sentado no ramo da arvore, vendo o céu azul por entre a densa ramagem, enquanto cantarolava. Ao ouvir o seu nome ser gritado, tentou-se levantar, acabando por partir o ramo e caindo mesmo aos pés de alguém, ferindo o seu pulso. Era Hermione, que preocupada ajoelhou-se perguntando lhe se ele se teria magoado, sorrindo-lhe Malfoy mentiu, levantando-se e sacudindo o casaco. Olhavam os dois para o chão incapazes de trocar um olhar sem que o loiro começasse a corar, enquanto se dirigiam para um local, que mais tarde seria recordado por ambos. Hermione olhava à sua volta, encaracolando o cabelo com os dedos finos.
    Dirigiram-se então para o local onde seria exposta toda uma imensidão de emoções. Caminhavam lado a lado, sem nunca se tocar ou olhar. Malfoy tinha as suas mãos pálidas a tremer, controlava-se para não a levar pelo braço, como um verdadeiro cavalheiro faria. Apesar da aparência, no seu coração não passava de um impostor, uma fraude.
    Hermione olhava à sua volta, passando os seus dedos pelo seu longo cabelo, num acto de nervosismo. Os seus passos tornavam-se mais rápidos com o tempo, o seu coração palpitava à medida que se aproveitavam aproximavam do local.
    Sentaram-se os dois numa pequena mesa, a uma canto dum pequeno café , cujo seu ambiente era bastante acolhedor, fazia lembrar uma casa de campo, um pouco como a Toca. As paredes estavam decoradas por um papel de parede em tons de pastel, as duas janelas que havia ofereciam à pequena sala um ambiente calmo e sereno como era raro encontrar na agirada cidade londrina. Chegado o empregado de mesa, Malfoy pediu um Chocolate quente especial, e Hermione um simples chá verde acompanhado de uma tosta mista. Feitos os pedidos, esperaram os dois num silencio incomudativo, ao qual não estavam habituados, sempre que estavam juntos, apenas se ouviam insultos, palavras que se assemelhavam a facas, causando feridas profundas. O loiro ainda abriu a boca, mas de lá nada saiu mais que um suspiro, a coragem faltava-lhe, fazendo as suas mãos tremer apesar de todo o auto-controlo que exercia. A rapariga pelo contrario fazia movimentos circulares com a colher, estava curiosa, Draco Malfoy seria a ultima pessoa da qual esperava ouvir um convite para um lanche, o mais surpreendente foi o facto desta ter aceite sem objecçoes nem questoes a colocar. Bebeu um trago do seu chá, antes de lhe dirigir a palavra.
    -Desculpe, Sr. Malfoy, mas porque me trouxe aqui?- apesar de todas as divergencias, Hermione via-se no dever de o respeitar- Quer dizer, nós nunca nos demos consideravelmente bem.
    -Isso não quer dizer que possa vir a mudar.- disse calmamente o loiro perante o olhar estuptefacto da rapariga.- Aproveito então este momento para lhe pedir as mais sinceras desculpas em relação ao meu comportamento.
    Hermione olhou para ele abismada, estaria sobre a maldição Imperius obrigado a dizer aquelas palavras que lhe soavam estranhamente doces. Malfoy continuou a falar tentando redimir-se a seus olhos, explicando todas as suas acções, não que estas fosse aceitáveis, mas tiravam-lhe de cima o peso de uma vida. Com estas explicações, contou-lhe factos que mais ninguém sabia.
    Contara-lhe mais do que era necessário, deixara de controlar as palavras. O tom da sua voz continuava sereno, reprimindo a fúria que lhe causavam as recordações, mas os seus olhos reflectiam o medo que havia sentido na altura. Os olhos de Hermione denunciavam um sentimento de compaixão, finalmente compreendia um pouco do que era o mundo do loiro, que não era tão colorido e feliz como contavam. Era inimaginavel que a familia de Malfoy abastada e respeitada na comunidade feiticeira de Londres, vivesse sob o medo de ser separada, de sofrer represálias vingança, não da parte do ministério da magia, do qual ganhavam confiança atravé de quantias oferecidas nas angariação de fundos, mas por parte de antigos devoradores da morte, ofendidos pela traição de Lucius, que se afirmara vitima da maldição “Imperius”, em ordem de salvar a sua familia, mantendo-a unida. Falara das imensas viagans que o seu pai fazia sem razão aparente, a não ser desviar a atenção de possiveis pessoas perigosas, da sua familia.
    Os olhos cinzentos e herméticos de draco era fitados,a rapariga não acreditavqa que aquele homem à sua frentete, fosse aquele que na sua vida escolar julgava ser fútil,um caso de um filho demasiado mimado pelos pais.


    _________________


    Obrigado ago^^

    Northstar: No one would chose to be something that would immediately make them hated and feared by the ignorant majority of this

    Conteúdo patrocinado

    Re: [het; PG-13] Harry Potter- Sem nome

    Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 5:14 pm


      Data/hora atual: Sab Dez 10, 2016 5:14 pm